ATAQUES DE TUBARÃO: PREFEITURA DE JABOATÃO INTERDITA TRECHO DA PRAIA DE PIEDADE

Foto: Rafael Furtado/ Folha PE

Com o registro de dois ataques de tubarão nos últimos 15 dias, Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes decidiu pela proibição do banho de mar em trecho próximo à Igrejinha de Piedade, a partir desta terça-feira (27). A determinação acontece, após a morte de um homem no último dia 10 e outro ser atacado e ficar ferido no último domingo (25), em uma área de perigo para banhistas. 

A interdição envolve uma área de 2,2 quilômetros, que segue desde a Igrejinha de Piedade até o Hotel Barramares, no limite entre os municípios de Jaboatão dos Guararapes e Recife.

“Infelizmente chegamos a uma medida dura, que precisamos fazer, em relação aos últimos acontecimentos com os ataques de tubarão no trecho da Igrejinha. Decidimos que o local será interditado por um prazo indeterminado até avançarmos nos estudos. Na medida que formos avançando, avaliaremos a liberação ou não da praia”, afirmou o vice-prefeito Luiz Medeiros (PSC).

Ainda segundo o Gestor, caso algum banhista tente entrar no mar, ele será removido pelo Corpo de Bombeiros e autuado pela Polícia Militar.

“Uma das justificativas das últimas ocorrências foi que as pessoas entravam no mar para fazer suas necessidades. Nós instalamos chuveiros e banheiros químicos e, a partir de hoje, os bombeiros serão acionados e juntamente com a Polícia Militar tomarão as medidas cabíveis”, pontuou o Gestor.

ATAQUES

Desde 1992, quando os ataques e monitoramentos dos tubarões passaram a ser realizados pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões – Cemit foram notificados, 64 casos – sendo 14 na região da Igrejinha, vitimando 7 pessoas.

“As medidas de segurança que serão adotadas servem para evitar os ataques. A nossa intenção é conscientizar a população de que o risco existe, mas que podemos conviver com ele desde que sejam respeitadas as medidas de segurança”.

Os banhistas serão orientados a sair da água e se permanecerem serão detidos e encaminhadas para a delegacia pelo crime de desacato”, alertou o coronel Valdyr Oliveira, presidente do Cemit.  No último final de semana – quando um homem foi mordido por um tubarão – 200 intervenções haviam sido feitas pelo Corpo de Bombeiros na tentativa de retirar banhistas que estavam na zona de perigo, afirmou o Coronel.

A determinação gerou angústia por parte dos comerciantes que trabalham no local. Segundo a comerciante Rosa Maria da Silva, de 57 anos, o movimento teve queda após os acidentes.

 O engenheiro de pesca e pesquisador pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) Jonas Rodrigues destaca que as características dos dois últimos incidentes no litoral do Estado coincidem com as estatísticas. Ela explica que esta época de inverno é fator de risco para as ocorrências.

Foto: Arnaldo Sete/DP

“Existe uma relação com esse período de intensidade de chuvas, que deixa a água mais turva, com maior aporte de águas de rio, o que faz com que se tenha maior turbidez da água. Isso aumenta a probabilidade de confusão do animal com uma presa”.

Jonas cita que a presença de um canal paralelo no oceano, no trecho da Igrejinha de Piedade, contribui para a maior incidência de tubarões na região. “O canal paralelo dá uma profundidade maior e facilita que os animais se aproximem da costa, sobretudo em áreas mais abertas”, acrescenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *