CIDADÃO PERNAMBUCANO: ALEPE APROVA CONCESSÃO DO TÍTULO AO VICE-PRESIDENTE

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil.

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, pode se tornar cidadão de Pernambuco. A Comissão de Justiça (CCLJ) da Alepe deu aval, na última segunda-feira, ao Projeto de Resolução nº 2398/2021, de autoria do deputado Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), com esse objetivo.

Na ocasião, o colegiado aprovou a concessão do Título de Cidadão Pernambucano a mais três personalidades e autorizou outras quatro a receberem a Medalha Leão do Norte, mais alta comenda do Parlamento Estadual.

A decisão do grupo parlamentar trata, especificamente, da legalidade e da constitucionalidade das propostas de título, que ainda precisam passar por deliberação nominal em Plenário. Os deputados Aluísio Lessa (PSB) e João Paulo (PCdoB) abstiveram-se de votar a matéria que trata da homenagem a Mourão.

“Em respeito à iniciativa do colega, não serei contra. Mas, neste momento que o Brasil atravessa, prefiro não participar da aprovação dessa honraria”, explicou o socialista.

No texto que justifica a escolha, Marco Aurélio ressalta que o vice-presidente teve “grande destaque quando serviu ao Exército, no Recife”, entre 1982 e 1985. Também lembra que ele já recebeu o Título de Cidadão Recifense pela Câmara dos Vereadores da Capital.

“Portanto, levando-se em consideração a sua honrosa atuação na vida pública até os dias atuais, o referido título se faz mais do que justo e pertinente”, argumenta o Parlamentar.

Ainda devem ser agraciados com a comenda, o promotor de Justiça Sérgio Tenório de França, o juiz federal Leonardo Coutinho, e o delegado Nehemias Falcão, atual chefe da Polícia Civil de Pernambuco. As propostas de homenagem foram apresentadas, respectivamente, pelos deputados Erick Lessa (PP), Antonio Coelho (DEM) e Diogo Moraes (PSB).

A  Assembleia Legislativa de Pernambuco – Alepe retomou os trabalhos, no último dia dia 2, dando continuidade à terceira sessão da 19ª Legislatura.

Para atender às medidas de distanciamento social recomendadas pelos órgãos sanitários em razão da pandemia do novo coronavírus, desde o dia 24 de março de 2020, o Plenário e as Comissões Permanentes têm se reunido e deliberado em plataforma virtual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *