ALVINHO PORTO DENUNCIA GRUPO ARMADO LIDERADO POR VEREADOR NA CAMPANHA DE QUIPAPÁ

Campanha eleitoral em Quipapá, cidade localizada na Mata Sul de Pernambuco, está sendo marcada pela violência e ameaças de grupo armado, liderado pelo vereador e candidato à reeleição, Marcelo de Gilda (PP), além do seu irmão conhecido por Kiko. Denúncia foi feita nesta terça-feira (03), pelo candidato a prefeito do município, Alvinho Porto (DEM).

De acordo com Alvinho, na manhã de hoje, o vereador e seu irmão, conhecido por Kiko, abordaram e intimidaram com arma na cabeça, o filho do candidato a vice-prefeito da sua chapa, Pité (Podemos). Concorrendo à reeleição, Marcelo é correligionário e cabo eleitoral da candidata à prefeita da situação, Lucemar Dias (PP).

Segundo o prefeiturável do DEM, o Vereador juntamente com o irmão, acompanhados de 12 homens armados liderados pelos policiais identificados como: cabo Gilson e soldado Dênis, foram à casa de um antigo aliado que acabara de declarar apoio a Alvinho – que havia deixado o local, minutos antes, de o grupo chegar. A ameaça clara foi direcionada a Abner Timóteo, filho de Pité, que ainda se encontrava próximo a residência.

Vereador aparece usando camisa vermelha e boné na cor amarela. Foto Divulgação

Alvinho Porto disse ainda, que, vai entrar com representação na Justiça Eleitoral e apresentar a denúncia na delegacia local, para que a conduta do vereador Marcelo de Gilda e do grupo liderado por ele, seja investigada.
“A abordagem protagonizada por homens armados comprova que a candidatura governista está recorrendo à violência para intimidar eleitores que estão desistindo de apoiar a candidata concorrente e aderindo à sua campanha” . O Vereador e parte do grupo que fez as ameaças, estavam circulando na cidade em um veículo sem placa, ressaltou o candidato democrata à Prefeitura de Quipapá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *