BACTÉRIA VAZA DE LABORATÓRIO NA CHINA E CONTAMINA MAIS DE 3 MIL PESSOAS

Mais de 3 mil pessoas no Noroeste da China adoeceram, depois que uma bactéria “escapou”, em 2019, de um laboratório biofarmacêutico, que produz vacinas para animais contra brucelose  – disseram as autoridades locais.  A brucelose é uma doença transmitida por gado, ou por produtos de origem animal. Em geral, não é contagiosa para humanos, mas pode causar febres, dores nas articulações e dores de cabeça.
  No total, 3.245 pessoas testaram  positivo para a bactéria, um número estabelecido após os exames realizados desde o incidente, segundo autoridades sanitárias de Lanzhou, capital da província de Gansu. Segundo o governo local, não houve qualquer transmissão de humano para humano.
  Um laboratório estatal usou um desinfetante vencido em julho e agosto de 2019 na produção de vacinas contra brucelose para animais, disseram as autoridades na última terça-feira. Como resultado, a esterilização foi incompleta e, as bactérias ainda estavam presentes nas emissões de gases da  Biofarmacêutica de Lanzhou,  para Pecuária.
  O gás contaminado se espalhou pelo ar até o vizinho Instituto de Pesquisa Veterinária, onde infectou quase 200 pessoas em dezembro do ano passado. O Departamento de Saúde de Lanzhou disse na sexta-feira que a bactéria geralmente se origina de ovelhas, vacas, ou porcos.O laboratório pediu desculpas no início deste ano e teve sua licença para produzir vacinas contra a brucelose revogada. Os pacientes receberão uma indenização, a partir de outubro, de acordo com as autoridades de Lanzhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *