BOMBRIL É ACUSADA DE RACISMO POR LANÇAR A ESPONJA DE AÇO KRESPINHA

A Bombril foi acusada de racismo nas redes sociais, nesta quarta-feira (17), por lançar uma esponja de aço inox chamada “Krespinha”.   O produto, definido como ‘perfeito para a limpeza pesada’, foi retirado do catálogo do site da Bombril.  Internautas lembraram que a esponja faz referência a um lançamento em 1952 a embalagem que era comercializada na época estampava uma criança negra, associando o produto ao cabelo da menina. 

A ativista negra Winnie Bueno se posicionou sobre o assunto e defendeu que o ‘marketing é baseado em racismo’. “Krespinha, a esponja de aço da Bombril, perpetua estereótipos racistas e imagens de controle que associam o corpo de mulheres negras ao trabalho doméstico pesado “ diz trecho de publicação no Twitter. Jornalista da Revista Piauí,  cobrou um posicionamento da empresa. ‘Alheia aos crescentes debates sobre racismo resolveu relançar o produto, mantendo o nome original’, escreveu.   Empresa, ainda  não se posicionou a respeito.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *