COVID-19: ANVISA APROVA REGRAS PARA USO EMERGENCIAL DE VACINAS

Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa aprovou regras que autorizam o uso emergencial e, em caráter experimental de vacinas  contra o novo  coronavírus. Isto significa que, a Agência poderá analisar pedidos de laboratórios e conceder ou não autorização temporária para aplicação de doses.

A autorização para uso de vacinas poderá ser concedida desde que sejam cumpridos requisitos mínimos de segurança, qualidade e eficácia. No Brasil são desenvolvidas quatro vacinas em parcerias com laboratórios estrangeiros.

Segundo a Anvisa, ainda não há pedidos de registro em caráter emergencial. O Instituto Butantan, do Estado de São Paulo, iniciou nesta quinta-feira (10), a produção do imunizante CoronaVac, desenvolvido em parceria com o laboratório chinês Sinovac e informou que solicitará à Anvisa o uso emergencial.

O Fórum Nacional de Governadores também se prepara para entrar com um pedido de  aprovação emergencial da vacina produzida pela Pfizer, com base na possível, breve aprovação do medicamento pela agência reguladora norte-americana, FDA – Food and Drug Administration.

O registro temporário permite a aplicação de doses da vacina a públicos específicos definidos pelas autoridades sanitárias. Esse tipo de permissão não substituiu o registro sanitário no Brasil, condição necessária para venda de vacinas e aplicação em toda a população.

Essas regras aprovadas, são semelhantes às adotadas no Reino Unido, onde já ocorre a vacinação de maneira emergencial e, não para toda a população inglesa. Nesta quinta-feira (10), o  Brasil registrou 848 novos óbitos, de Covid-19 – o maior registro em 24 horas desde 12 de novembro.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *