COVID-19: UM DUELO DE NÚMEROS PÕE FRENTE A FRENTE SANTA CATARINA E PERNAMBUCO

Casos da Covid-19 dobram em Santa Catarina após reabertura de shoppings, igrejas e academias.  Há duas semanas, em 21 de abril, o governador do Estado, Carlos Moisés da Silva (PSL), tomou a decisão de autorizar a retomada das atividades desses serviços que ainda estavam proibidos de funcionar por conta da pandemia do novo coronavírus. 

 Segundo pesquisas nos últimos dez dias desde a reabertura dos shoppings, os casos confirmados da doença no estado dobraram, passando de 1.170 pessoas confirmadas em 24 de abril para 2.519 no último balanço desta segunda-feira (04). Com o futuro ainda incerto da pandemia, técnicos da Saúde de Santa Catarina  avaliam que o Estado será o próximo polo do caos no sistema de saúde. 

     Pernambuco continua em regime total de quarentena, só funcionando com restrições os serviços considerados essenciais. Sem  querer entrar no mérito da questão e acima de tudo respeitando as orientações das autoridades de saúde, com relação  ao isolamento social e defendendo sempre, as medidas restritivas –  um fato chama a atenção do blog: os números  do Estado catarinense,  nem de longe se compara aos apresentados pelo Governo de Pernambuco, com relação ao aumento de casos, de Covid-19. 

  Pelos dados é possível observar que enquanto os registros apontam uma elevação em dobro da doença em Santa Catarina, de 1.170, casos no dia 22 de abril, para 2.098 nesta terça-feira (05) – depois do afrouxamento das medidas restritivas. Aqui no Estado, no mesmo período, apesar de todas as medidas de quarentena, sem nenhuma liberação, ao contrário, com maior isolamento social, o número pulou assustadoramente de 2.098 casos confirmados na mesma data (22-04) para mais de 9 mil nesta terça-feira (05 ). O que está errado com as ações da  pandemia em Pernambuco para uma elevação de casos tão avultante? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *