COVID-19: GOVERNO DE PERNAMBUCO CONFIRMA AMPLIAÇÃO DA REDE DE TERAPIA INTENSIVA

Foto: Heudes Regis/SEI

 Governo de Pernambuco ampliou, na última segunda-feira, a rede de terapia intensiva em mais 80 leitos, destinado a pacientes com a Covid-19, distribuídos na Região Metropolitana do Recife e no Sertão. Entre as vagas, 10 de UTI foram contratadas com o Hospital Promate, unidade privada localizada em Juazeiro, na Bahia.

Além disso, para cumprir as novas medidas sanitárias que buscam frear a propagação do novo coronavírus, as forças de segurança pública de Pernambuco estão em esforço concentrado há duas semanas. Nesse período, foram realizadas 36.096 intervenções, entre orientações, fiscalizações, abordagens de motoristas em veículos e ações nas praias.
Os leitos de UTI foram abertos nos hospitais Eduardo Campos da Pessoa Idosa (10), Otávio de Freitas (10), Real Hospital Português (8), no Recife; Tricentenário 20, (sendo que, 17 já foram abertos e três serão ativados até o final do dia), em Olinda; Memorial Guararapes (10), em Jaboatão dos Guararapes; Fernando Bezerra (2), em Ouricuri; Santa Maria (10), em Araripina; e os 10 do Promate. Nesta quinta-feira (11), a rede estadual já somou 2.192 leitos, sendo 1.151 de UTI.


“Trabalhamos diariamente para minimizar os impactos da pandemia e salvar vidas. O Governo de Pernambuco está abrindo leitos numa velocidade nunca antes vista. Já são mais de 1.150 vagas de UTI em todo o Estado e até mesmo fora dele. A perspectiva é que possamos fechar a semana com mais 180 novos leitos de terapia intensiva efetivamente abertos”, disse o secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva de imprensa online nesta quinta-feira, (11).


De acordo com Longo, até o final desta semana ainda há a expectativa de abrir mais 100 leitos de terapia intensiva nos hospitais de referência à Covid-19 – unidade Boa Viagem (20), Evangélico (10), Eduardo Campos da Pessoa Idosa (10), Otávio de Freitas (10); Cesac Prado (20) e Real Hospital Português (2), no Recife; Mestre Vitalino (10), em Caruaru; e Hospital Universitário de Petrolina (8).

Além das vagas de terapia intensiva, também foram abertos 15 leitos de enfermaria nos hospitais Geral de Areias (10), no Recife; e Regional Fernandes Salsa (5), em Limoeiro. Nos próximos dias, ainda serão colocados em funcionamento mais 67 leitos nos hospitais de referência à Covid-19 – unidade Boa Viagem (10) e Cesac Prado (20), no Recife; Jaboatão Prazeres (12), em Jaboatão dos Guararapes; Belarmino Correia (15), em Goiana e São Sebastião (10), em Caruaru.


Durante a coletiva, o secretário André Longo ressaltou que, apesar do grande esforço do Governo de Pernambuco com a abertura de leitos, as medidas de proteção continuam fundamentais para salvar vidas. “O vírus também está com uma aceleração recorde, que pode tornar-se, a qualquer momento, superior à nossa capacidade de abrir leitos. Por isso, meu recado é que ou todos cooperam, ou vai faltar leito para quem precisa, o que vai provocar a perda de vidas”.

O reforço no uso correto da máscara, na lavagem das mãos e no distanciamento social é uma questão de proteção e de respeito à vida. A pandemia, infelizmente, ainda não acabou e os próximos dias tendem a ser muito graves. Por isso, neste momento, cada atitude vai contar para conseguirmos salvar mais vidas”, ressaltou.


SEGURANÇA

Das 36.096 intervenções realizadas pelas forças de segurança do Estado na Operação Convivência – que fiscaliza o cumprimento das regras sanitárias – 16.670 intervenções ocorreram na Região Metropolitana do Recife, excetuando-se a orla, e outras 17.097 aconteceram nos municípios do Interior. Além disso, no último fim de semana (dias 6 e 7 de março), houve reforço nas praias do Litoral Norte ao Sul, totalizando 2.329 intervenções.


O reforço total de 3.400 profissionais da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Civil e da Polícia Científica continua, em parceria com órgãos municipais, Vigilância Sanitária e Procon. A Operação Convivência está fiscalizando estabelecimentos e pessoas para que sejam respeitados os horários de restrição a atividades não essenciais.

Até o próximo dia 17, essas atividades estão proibidas entre as 20h e as 5h do dia seguinte, nos dias úteis. No próximo sábado e no domingo, a proibição permanece durante o dia inteiro, até as 5h de segunda-feira. Quem insiste em descumprir essas determinações está sujeito a ser conduzido a uma Delegacia de Polícia Civil e responder por crime de infração de medida sanitária, que prevê detenção de um mês a um ano, além de multa. Somente nas duas últimas semanas, a Operação Convivência autuou 67 pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *