HOSPITAIS DO ESTADO SEM MATERIAL CONTRA O COVID-19: ENFERMEIROS CRUZAM OS BRAÇOS

Governador Paulo Câmara, que há mais de seis anos faz a chamada “política de holofotes”, no Estado, nem em momento crucial de pandemia que atinge o planeta e principalmente o País, consegue gerir de fato o Governo de Pernambuco.
Exemplo disto pode ser confirmado em nota divulgada, hoje, pelo Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco – SEEPE, ameacando paralização, por falta de materiais de proteção contra o Coronavírus, em unidades hospitalar estadual.
Segundo nota do Sindicato, os hospitais geridos pelo governo do Estado vivem situação deprimente de penúria e descaso. Nas unidades, faltam de tudo, inclusive materiais de proteção para prevenção do Coronavírus, como: luvas, máscaras, álcool em gel e sabão.
No Correia Picanço – unidade de referência no tratamento de infecções, o ar condicionado está quebrado há seis meses e os vventiladores estão sendo utilizados até na UTI.
O movimento que denuncia o caos na saúde, segundo o SEEPE será deflagrado próxima segunda-feira, 23, quando enfermeiros cruzam os braços, reivindicando também reajuste salarial, sob alegação de que houve perda de 76,5%, para a categoria, nos últimos 15 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *