LOCKDOWN PODE MATAR MAIS QUE COVID-19 DIZ UNICEF

Durante entrevista  concedida ao Jornal Britânico The Telegraph, o chefe de Saúde da  Unicef,  doutor Stefan Peterson afirmou que o “lockdown” aplicado em diversos países e que está sendo adotado em algumas cidades brasileiras, são ineficazes e pode  representar uma ameaça maior  que a própria Covid-19.

 “Medidas indiscriminadas de bloqueio não têm um efeito ideal sobre o vírus. Se você está pedindo às famílias que fiquem em casa, em um quarto da favela, sem comida ou água, isso não limitará a transmissão do vírus”, afirmou.

Segundo Peterson, algumas medidas de combate a pandemia feitas por países com renda mais baixa foram apenas “copiadas” de países desenvolvidos, sem qualquer “contextualização para a situação local”.

“Uma mesma medida não serve para todos. O objetivo é retardar o vírus, não prender pessoas. Precisamos levantar os olhos e olhar para o quadro total da saúde pública”, destacou. O surto de Ebola que aconteceu em 2014, na África, foi o exemplo citado por Peterson –  quando mais pessoas morreram por efeitos indiretos do que com a própria doença.

 Com relação ao isolamento de crianças disse:  “Covid não é uma doença infantil.  Existem sim,  casos raros e os vemos divulgados na mídia.  Mas, “pneumonia, diarréia, sarampo, morte no parto e fome  – essas são as razões pelas quais veremos o aumento das mortes”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *