LOGÍSTICA PARA VACINAÇÃO NA SEGURANÇA PÚBLICA DEVE SER DEFINIDA AMANHÃ

O presidente da Ordem dos Policiais do Brasil – OPB, Frederico França, se manifestou a respeito da decisão do Governo do Estado para vacinação dos profissionais de segurança pública. Ele afirmou que, agora, o próximo passo é definir a logística: grupos prioritários e locais de aplicação das doses.

França destacou, no entanto que, com apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Eriberto Medeiros, uma reunião está prevista para esta terça feira (06), com lideranças de entidades representativas da segurança pública e os secretários de Saúde e de Defesa Social, para viabilizar o processo de imunização. A preocupação é promover a celeridade da vacinação nos profissionais de segurança que estão na linha de frente nas ações de combate à Covid – 19.

Tão logo recebeu a confirmação do Governo Federal da antecipação das vacinas para as forças de segurança, França, entrou em contato com o Superintendente Parlamentar, Eduíno Brito, para agendar uma reunião que aconteceu na tarde da última quinta-feira com o Presidente da Alepe e o presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Pernambuco – SINPRF – PE, Edjailson Tavares, além diretor da instituição, Marlon Melo.

Na ocasião, Eriberto entrou em contato com o governador do Estado, Paulo Câmara, que confirmou o início da vacinação dos profissionais de segurança e a chegada dos primeiros lotes do imunizante. Com o objetivo de organizar o processo de vacinação, em seguida, foi realizada uma primeira reunião virtual com lideranças dos Peritos Federais, Delegados Federais, Associação de Praças de Pernambuco (Policiais e Bombeiros), Associação dos Comissários de Polícia, Sindicatos da Polícia Civil, Policiais Penais, Agentes de Trânsito e também da Federação das Guardas Municipais.

Segundo França, a próxima reunião também será virtual e fechada. “O secretário Pedro Eurico deve ser convidado. O importante é que, finalmente, vamos cuidar dos profissionais de segurança. Cada categoria, em separado, tinha encaminhado ofício e estava sem resposta. Hoje, em algumas horas, conseguimos chegar numa solução. A partir de agora, toda semana deve chegar de um a dois lotes para garantir a vacinação com celeridade”, pontuou França.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *