MENDONÇA FILHO PROTOCOLA ADITIVO CONTRA PCR POR COMPRA ILEGAL DE RESPIRADORES

 O ex-ministro Mendonça Filho protocolou, nesta segunda-feira (25), no Ministério Público Federal, na Controladoria Geral da União,  no Tribunal de Contas da União, e no Ministério Público Estadual de Contas, um aditivo à denúncia feita por ele semana passada, com relação ao  cancelamento da compra de respiradores pulmonar,   feita pela Prefeitura do Recife a uma pequena empresa veterinária suspeita de fraude.  

“O parecer técnico da Prefeitura do Recife para encerrar em tempo recorde o contrato e justificar a devolução de 35 dos 500 equipamentos comprados, sem licitação  é um escárnio. Só depois de comprar sem licitação  os equipamentos , por R$ 11 milhões a uma empresa veterinária, a Prefeitura admite que os equipamentos não tinham homologação da Anvisa, não foram testados em humanos e não foram usados por serem mecânicos. Isso é brincar com a vida das pessoas”, criticou Mendonça.

  No aditivo, à denúncia, Mendonça questiona o fato de o cancelamento da compra dos respiradores  ter sido feito em tempo recorde. “Em menos de 24 horas, um e-mail foi enviado pela empresa Juvanete Barreto Freire, para o Secretário de Saúde do Recife, gerou formação de processo físico, tramitou na Secretaria de Saúde, passou pela Procuradoria Municipal, foi analisada por três procuradores, voltou para a Secretaria de Saúde, fizeram o destrato e devolveram 35 equipamentos ao representante da empresa no Recife”, relata o aditivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *