MINISTRO NÃO SE EMPOLGA COM ANÚNCIO DE REMÉDIO PARA COVID-19

Depois de o ministro da Ciencia e Tecnologia, Marcos Pontes anunciar nesta quarta-feira (15), a testagem de um novo remédio, em 500 pacientes da Covid-19, no Brasil, o titular do Ministério da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sem nenhuma empolgação a respeito do assunto limitou-se a repetir o óbvio durante coletiva no final da tarde do mesmo dia. “Nada ainda, está seguramente comprovado a respeito da positividade do medicamento vermífugo, citado pelo Ministro da Ciência e Tecnologia”, disse.
Lembrou que há bons resultados “in vitro”, a exemplo da cloroquina, que mata o coronavírus. ” No entanto, depende ainda do resultado dos testes em pessoas, para saber o grau da sua eficácia”.
“Há, também, a questão dos efeitos colaterais, que no caso da cloroquina são muito sérios, alertou. Ao informar sobre o remédio, Marcos Pontes explicou que os cientistas brasileiros envolvidos na pesquisa garantem que o medicamento, ao contrário da cloroquina, não tem efeitos colaterais e este é o grande diferencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *