PCR CONCLUI OBRA DE RECUPERAÇÃO NA PONTE DA TORRE

Após 15 meses, a obra de recuperação da Ponte da Torre, na Zona Oeste do Recife, foi finalizada em definitivo.  A conclusão do serviço ocorreu no dia 8, mas somente nesta quarta-feira (24) a estrutura foi oficialmente liberada. A ação faz parte do Programa de Recuperação de Pontes da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana da capital  –  Emlurb,   que  visa restaurar estruturas desgastadas e danificadas  desses equipamentos públicos. 

“Esse programa de recuperação de pontes  objetiva, não apenas, garantir a integridade dos equipamentos públicos, mas principalmente da vida das pessoas. Com essas obras, a prefeitura entrega à população um patrimônio público conservado, mais seguro e de maior durabilidade”, explica a presidente da Emlurb, Marília Dantas. A restauração da Ponte da Torre estava orçada em R$ 5.586.186,36. O serviço foi executado pela construtora Concrepoxi.

  Outras duas pontes também passam por recuperação – a do Derby e a Motocolombó, em Afogados. Na terça-feira (30), será concluído o serviço no Derby. Já a obra da Motocolombó deve ser entregue em agosto, segundo a gestora da Emlurb. Os três serviços estão orçados em cerca de R$ 16 milhões – dinheiro captado através do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), da Caixa Econômica Federal.

   Ao todo, sete pontes serão recuperadas. “Em um primeiro momento, licitamos as que precisavam de reparos mais urgentes, que são essas três: Torre, Derby e Motocolombó”, explica Marília. As outras quatro – Joana Bezerra, perto do Hospital Português e do Fórum Rodolfo Aureliano; Joaquim Cardoso, perto do Imip; Giratória/Sete de Setembro e Princesa Isabel – estão com projetos prontos, mas precisam passar por licitação e captação de recursos e  serão feitas mais adiante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *