PESQUISADORES DA UFPE DESENVOLVEM TESTE RÁPIDO DA COVID-19

Pesquisadores do Departamento de Engenharia Biomédica – DEBM, da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE desenvolveram  um modelo de teste rápido da Covid-19 usando exames de sangue e Inteligência Artificial. 

   Equipe com 20 integrantes é coordenada pelos professores Wellington Pinheiro, Ricardo Emmanuel de Souza ( ambos do DEBM)  e pelo professor Luiz Alberto Mattos, do curso médico e do Hospital das Clínicas da Universidade. Também integram o grupo estudantes de graduação, pós-graduação e egressos das áreas das engenharias:  Biomédica, Computação,  Ciência da Computação e de diversas áreas da Saúde.

  O projeto, ainda em fase experimental, vem sendo desenvolvido desde março e leva em conta as normas para software de diagnóstico médico dos principais países. Batizado de Heg.IA – por conta da deusa grega da saúde, Hégia (ou Hígia) e a Inteligência Artificial (IA)  –  o teste funciona de forma simples, além de apresentar os resultados em até duas horas.

 “O médico passa a recomendação e é feita coleta de amostra de sangue do paciente, exatamente como cada pessoa faz ao menos uma vez por ano. Depois, os resultados desses exames e também das gasometrias são inseridos pelo técnico de laboratório no nosso sistema que, assim, decide se é Covid-19 ou não e exibe estatísticas sobre as certezas da decisão”, explicou Wellington Pinheiro, coordenador do projeto.

  Ainda segundo Pinheiro, o Heg. IA não chega para concorrer com o RT-PCR, considerado o exame padrão para os casos de Covid-19, mas como uma alternativa para um cenário onde há poucos testes. “O RT-PCR é considerado o padrão ouro. O nosso sistema inteligente tenta estimar qual seria o valor do RT-PCR a partir das alterações dos parâmetros obtidos com os exames de sangue e as gasometrias. Atingimos um desempenho bastante bom, variando entre 92 e 93% na precisão do diagnóstico da Covid-19”, destacou o coordenador.

  “A ideia é que o teste fique disponível nas unidades de saúde conveniadas com a UFPE. Esperamos ter o sistema operando em Paudalho plenamente ainda nesta primeira quinzena de julho. Os municípios que tiverem interesse na solução poderão procurar a UFPE, que já tem oferecido os serviços de outros grupos de pesquisa de diagnóstico de Covid-19, dos testes rápidos IgG/IgM ao RT-PCR”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *