PM FRUSTRA MANIFESTAÇÃO DE ENTREGADORES DE APLICATIVOS

Programada para A manhã deste sábado (25), a segunda manifestação nacional dos entregadores de aplicativo,  que aconteceria no Centro de Convenções de Olinda, foi impedida  de ser realizada.  Segundo relatos, a Polícia Militar  estacionou várias viaturas no local  para  não permitir a concentração da categoria.  Apesar das tentativas de mediação por parte dos advogados dos gabinetes do deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) e do vereador Ivan Moraes (PSOL) – não houve acordo.

  Segundo  o presidente da Associação dos Motofretistas de Pernambuco – AMP,  a Polícia  Militar afirmou ter feito cordão de isolamento para evitar aglomeração no local, devido a pandemia do novo coronavírus. “Estão informando que devido a uma determinação do Ministério Público estão proibidas aglomerações, mas a primeira mobilização aconteceu normalmente”, relatou.

  Em nota, a PM alegou estar “no local, apenas, para repassar orientações quanto a determinação do Ministério Público e Decreto Estadual,  que proíbe  aglomerações devido à pandemia.  A ação da PM ocorreu tranquilamente, sem alterações.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *