PRÉ-CANDIDATOS À PREFEITURA DO RECIFE NÃO AVANÇAM DIZ PESQUISA DE INTENÇÃO DE VOTOS

Em mais uma rodada de pesquisa de intenção de votos para prefeito do Recife, a segunda, encomendada pelo Blog do Magno, ao Instituto Potencial,  localizado no Estado da Bahia, o quadro quase não se alterou. Todos os candidatos se movimentaram dentro da margem de erro. Numericamente, o que mais cresceu foi João Campos (PSB), em dois pontos percentuais. Ele saiu de 9% para 11%.  A pré-candidata do PT, Marília Arraes, oscilou positivamente um ponto, saindo de 21% para 22%.

  O que mais registrou queda foi Mendonça Filho (DEM) recuando de 12% para 7%. Pré-candidata, delegada Patrícia Domingos (Podemos), também oscilou positivamente um ponto e subiu de 12% para 13%. Já Daniel Coelho (Cidadania) perdeu um ponto percentual e tem agora, 9%.  Os demais pré- candidatos aparecem assim: Marco Aurélio (PRTB) perdeu dois pontos – tinha 3% e aparece com 1%. Alberto Feitosa, do PSC, se manteve em 1% e Túlio Gadelha (PDT)  que não estava na pesquisa anterior, pontuou 3%. Os votos em brancos e nulos cresceram de 17% para 22%, enquanto os que não sabem ou não quiseram responder recuaram de 15% para 11%. 

. Na pesquisa de intenção de votos Marília também lidera com 12%, seguida por João Campos, com 6% e a delegada Patrícia Domingos, com 5%. Na sequência aparece Daniel Coelho com 3% e Mendonça Filho com 2%. Túlio Gadelha é o último com 1%, enquanto Marco Aurélio e Alberto Feitosa não foram citados. Neste modelo, que do ponto de vista científico não tem valor expressivo, os indecisos chegam a 39% e 24% representam a soma dos nulos e brancos, enquanto 3% não quiseram responder.

 No que diz respeito à rejeição, Mendonça Filho lidera. Dentre os entrevistados, 62% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Em seguida aparece Daniel Coelho, com 53, depois Marco Aurélio, com 52%, Alberto Feitosa, com 50%. João Campos 45%, Túlio Gadelha 49% e Marília te 39%. Quem pontuou a menor taxa de rejeição, segundo o Potencial foi a delegada Patrícia Domingos, com 34%. 

   A pesquisa  foi realizada  entre os dias 15 e 19 deste mês.  Foram aplicados 800 questionários presenciais. A margem de erro é de 3,46 pontos percentuais para mais ou para menos. O registro na Justiça Eleitoral é o de número 03553/2020. O Potencial fez também cenários de segundo turno. Numa disputa entre Marília Arraes e Patrícia Domingos, a petista teria 33% contra 23% da delegada, diferença de dez pontos percentuais. Já sendo com João Campos, adversário da petista, a diferença aumentaria. Marília aparece com 34% e João com 19%.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *