PREFEITO PETISTA DIZ QUE SE REABRIR COMÉRCIO NÃO RECEBE A VERBA DO GOVERNO FEDERAL

O prefeito petista do Município de Concórdia, no Estado do Pará, Elias Guimarães Santiago apareceu em um vídeo que circula nas redes sociais, explicando o motivo pelo  qual continua optando sobre o isolamento social e o fechamento do comércio.

De acordo com Elias, se ele reabrir o comércio deixa de receber uma verba superior a R$ 1 milhão do Governo Federal.  “Se eu abrir eu não recebo R$ 1,3 milhão. Deixa eu receber, aí eu libero”, afirmou. O prefeito se posicionou com relação às críticas que vinha recebendo sobre a demora da Prefeitura para reabrir o comércio. No vídeo, o petista expõe que precisa manter fechado para continuar com a quantia elevada de combate à pandemia.

 Em 2012, o Ministério Público do Pará tomou uma decisão sobre denúncias de irregularidades administrativas no município. A  Justiça determinou, por meio de  liminar, o afastamento do prefeito, Elias Guimarães Santiago, da secretária de Educação, Carmem Lúcia Guimarães Santiago, do chefe de Gabinete da Prefeitura, Aluizio Guimarães Gonçalves, da Secretária de Administração, Alice do Carmo Moreno Cardoso e do tesoureiro e chefe do Setor de Licitações e Contratos, Anderson Brito Matos.

 Eles foram acusados pelo MP de uma série de irregularidades cometidas em compras diretas de materiais, licitações, favorecimento de empresas, entre outras acusações.  No entanto,  apesar dos  Elias Santiago foi eleito para um novo mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *