PREFEITURA DE IPOJUCA É MULTADA POR CRIME AMBIENTAL NA PRAIA DE MARACAÍPE

Prefeitura de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, foi multada em R$ 5 mil pela Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH por crime ambiental devido à uma quadra esportiva que está sendo construída na praia de Maracaípe. De acordo com a equipe técnica da CPRH, foi constatada no local, uma supressão da vegetação de restinga.  

  Ainda, segundo a Agência  a Prefeitura  tem um prazo de 60 dias para apresentar ao órgão o Plano de Recuperação de Áreas Degradadas –  PRAD. Em nota, a Prefeitura de Ipojuca alegou que,   “o projeto  não causaria impacto ambiental  no espaço destinado a oficina de esportes na Praia de Maracaípe”. Prefeitura também diz que a desova de tartarugas foi analisada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e o projeto será móvel. 

 Ação ocorreu a partir de uma publicação no Instagram da ONG Salve Maracaípe denunciando que,  a área de restinga, utilizada para desova de tartarugas-marinhas, havia sido devastada. “Máquinas pesadas arrancaram a restinga da praia, área protegida por lei! Área de desova de tartarugas e proteção da praia! É um crime ambiental gravíssimo! Uma vergonha para Ipojuca!”,  relatou a ONG nas redes sociais.

 Prefeitura do município se  justifica afirmando  que a desova de tartarugas foi analisada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e o projeto será móvel. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *