PREFEITURAS DA RMR NÃO TÊM JORNALISTAS À FRENTE DA COMUNICAÇÃO

Blog do Magno

No dia do Jornalista, 07 de abril um fato chamou a atenção: a quantidade de secretários municipais de Comunicação em Pernambuco sem a formação necessária. Na Região Metropolitana do Recife, em cidades como Paulista e São Lourenço da Mata, os profissionais não têm o diploma de graduação em Jornalismo. Informações são Em São Lourenço da Mata, consta que, o atual secretário, Bruno Galvão, possui apenas ensino médio.

Na cidade de Paulista, o titular da pasta de Comunicação, Jota Júnior, também não tem formação jornalística. O salário no cargo chega a R$ 8,5 mil. Já o titular da Secom de Igarassu, Alex Moriá, atuou como apresentador na Rádio Recife FM, mas não consta diploma jornalístico. Seu vencimento mensal, é de R$ 11.147,00, segundo o portal da transparência. Nas redes sociais, ele se define como: “educador financeiro”.

No Cabo de Santo Agostinho, por sua vez, o secretário- executivo de Comunicação e Imprensa, Erick Timóteo, é formado em Administração Pública. Em Paudalho, Região da Mata Norte do Estado, o coordenador- executivo de Comunicação, Isak de Castro, estudou História e também não possui formação em jornalismo.

SINJOPE QUESTIONA

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco – Sinjope se pronunciou, nesta quarta-feira acerca de denúncias que tem recebido sobre a contratação de pessoas não registradas como jornalistas para a pasta de comunicação de prefeituras de Pernambuco. “A formação acadêmica garante um mínimo nível de qualidade profissional e é defendida pelo Sinjope e Fenaj. Sem a exigência de diploma, o jornalismo praticado no Estado de Pernambuco será bastante prejudicado e acabará perdendo o seu crédito”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *