QUARENTENA SIM, MAS SEM EXAGEROS DIZ O PRESIDENTE BOLSONARO

    Um dia após pronunciamento, considerando exagero medidas restritivas adotadas por alguns estados, com relação ao coronavírus –  o presidente Jair Bolsonaro, sem partido, conversou na manhã de hoje, em transmissão ao vivo, com dezenas de jornalistas que o esperava na frente do Palácio do Planalto .

   Na ocasião, o Presidente reiterou sua preocupação com o que considerou situação de pânico, disseminada por alguns gestores em  suas regiões.  “Advertiu que no país, os danos que poderão advir decorrentes de medidas unilaterais, poderão afetar de forma catastrófica a nação”.  

  Disse também, que em alguns estados estão fechando acessos para quem vem de fora: carros  com placas de outras cidades não entram.  Jair Bolsonaro lembrou que, se a economia  zerar, vai haver mais mortes do que é previsto com o novo Coronavírus.

“Parar a indústria que produz remédios e insumos hospitales, por exemplo, só vai aumentar o caos na saúde pública. Sem estes produtos, como vai ser possível tratar os pacientes com o vírus e os que adoecem independente  do Covid-19,  disse Jair Bolsonaro. 

O Presidente que está sendo amplamente criticado  por suas declarações, em defesa da economia, manutenção do emprego e preservação responsável da vida dos brasileiros; afirmou que está recebendo muitos informes e ligações por parte de caminhoneiros.

 Explicou que os motoristas estão reclamando que os restaurantes e lanchonetes das estradas estão fechados e eles na têm como fazer as refeições.  “Como vão sobreviver às pessoas que dependem desse tipo de comércio para sobreviver” – questionou Jair Bolsonaro.

“Entendo que o momento é delicado e preocupante. As pessoas  devem ficar sim, mas vamos conduzir a  a situuação  de forma  coerente. Que vai morrer muita gente vitima do Covid-1 vai, no entanto,  morrerá muito mais sem coronavírus, se não houver parcimônia na condução das ações, que volto a repetir;  não devem ser isoladas”, observou  o Presidente.  

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *