SALGADINHO NO AGRESTE AMARGA A FALTA DE ESTRUTURA PARA ENFRENTAR A COVID-19

  Apesar da pandemia do novo coronavírus que segundo dados das autoridades  sanitárias vem  avançando, no Estado, o Município de Salgadinho, no Agreste, até o último boletim  divulgado, no  dia 29 de abril, não  havia  registrado nenhum  caso da Covid-19. 

Com pouco mais de 10 mil habitantes a cidade que é conhecida por suas fontes de águas termais, na  manhã desta segunda-feira (04),  recebeu  o  corpo  de uma vítima da doença,  procedente do Recife.  No entanto, isto não significa, que a  região  não tenha  casos  de coronavírus, pode está ocorrendo uma subnotificação de casos.   

  De acordo com secretário Municipal de Saúde, enfermeiro José Dionísio da Silva, a cidade, tem um caso em investigação, 19 em isolamento domiciliar, sete liberados do isolamento e um descartado. Há pessoas que apresentam sintomas da doença, mas estão sendo orientadas a ficar em casa, porque não apresentam quadro grave. “Recebemos do estado 20 testes rápidos e vamos aplicar no pessoal de saúde, que são mais de cem pessoas. Com recursos próprios, compramos mais testes para aplicar em toda a equipe. Não temos recursos para comprar para toda a população. Após esses primeiros testes, faremos somente em pacientes com quadro grave”.

“As pessoas são orientadas a observar os sintomas ao longo de sete dias. Se o quadro evoluir, o paciente deve voltar à unidade de saúde. Por enquanto, não precisamos atender a ninguém grave e nem mandar para o Recife”, afirmou o Secretário.  Além da falta de testes, Salgadinho enfrenta outra carência no 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *