SECRETARIA DE SAÚDE DO RECIFE SEGUE DECISÃO DA OMS E RETIRA CLOROQUINA DA REDE

Secretaria de Saúde do Recife anunciou, nesta segunda-feira (25), a retirada da cloroquina e hidroxicloroquina do protocolo de tratamento da Covid-19. Decisão veio após a OMS  afirmar  que um estudo feito com 96 mil pacientes e publicado na sexta-feira (22) na revista The Lancet, apontar que o uso dos  remédios hidroxicloroquina sozinhos ou combinados com macrolídeos – grupo de antibióticos dentre os quais se destaca a azitromicina – não tem benefícios comprovados no tratamento de pacientes infectados com o novo coronavírus.

O secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, disse que, mesmo antes da publicação do estudo, não havia recomendação para a utilização da droga na atenção primária do município. “A Prefeitura do Recife não só não recomendará o uso da cloroquina e hidroxicloroquina na atenção primária à saúde, que já era a nossa posição, como vai retirar a medicação do protocolo de uso hospitalar”.

Naturalmente, casos muito específicos e devidamente justificados pela equipe médica serão considerados, mas fora do protocolo, se for o caso. “Essa posição será mantida, enquanto não houver novas evidências falando o contrário”.   Na manhã desta segunda, a Organização Mundial da Saúde enviou à direção do Hospital Universitário Oswaldo Cruz  – HUOC, um e-mail recomendando a suspensão do uso de cloroquina em pacientes com a Covid-19. O HUOC participa, representando Pernambuco, do estudo  mundial Solidarity (Solidariedade), realizado pela OMS em mais de 100 países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *