SETORES PRODUTIVOS DE TODO O BRASIL ELOGIAM O GOVERNO BOLSONARO

Com o objetivo de discutir os desafios, perspectivas, investimentos, geração de empregos e o crescimento do país, na manhã desta quinta-feira (5/3) o presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, recebeu o presidente da República, Jair Bolsonaro, seis ministros e mais de 40 acionistas, chairmen e CEOs dos maiores grupos empresariais, de todos os segmentos da economia, sediados no país. Inflação sob controle e juros baixos, resultantes do controle de gastos públicos, foram mencionados pelos empresários e CEOs como exemplo do novo momento econômico do Brasil.

A Fiesp disse que esses grupos tinham 5 trilhões de reais de valor de mercado, geram 5 milhões de empregos e pagam bilhões de reais de impostos.

A reunião foi a primeira do recém-criado Conselho Superior Diálogo pelo Brasil, da Fiesp, mas nada disseram da condução política.

De forma unânime, os empresários elogiaram a qualidade da equipe econômica do Governo e as reformas em curso.

“A tônica da reunião foi otimismo, a confiança e o apoio dos setores produtivos de todo o Brasil ao governo e à agenda econômica. Há um consenso de que estamos no rumo certo”, afirmou Skaf.

Vários empresários e CEOs destacaram os números positivos que suas empresas vêm alcançando.

“Temos um momento de muita confiança. O crescimento das vendas de linha branca é consistente. No final do ano passado, chegou a 10% ao mês, ultrapassando 11% nos meses de janeiro e fevereiro”, disse João Carlos Brega, presidente da Whirlpool.

O diretor presidente do Grupo Gerdau, André Gerdau, ressaltou o entusiasmo com o momento atual.

“Em 119 anos de atividades nunca estivemos tão animados com as propostas de um governo como estamos com esse”, disse ele. “É um governo que tem o profissionalismo como marca”.

“Essas mudanças significam uma revolução no país. O novo patamar de juros baixos refundou o mercado de capitais no Brasil. O crédito está em expansão. Temos visto crescimento de 10% no crédito. Lá na frente, esse crédito vai se transformar em crescimento do PIB”, afirmou Luiz Carlos Trabuco, presidente do conselho de administração do Bradesco.

O próximo encontro deve ocorrer em três meses.

“O governo tem disposição para escutar os empresários e assume o compromisso de transformar tudo o que foi falado em ação. Nos próximos encontros o governo já trará soluções para diversas das questões sobre as quais falamos na reunião de hoje”, prometeu o general Braga Neto, ministro chefe da Casa Civil.

“Saio daqui animado e com a confiança de que o Brasil, de fato, vai mudar. Isso porque o presidente tem a disposição de enfrentar os problemas, tem ministros e toda uma equipe de Governo de muita qualidade. A abertura e a franqueza das conversas foram notáveis. Acompanho reuniões com presidentes desde os tempos do Sarney. Nunca vi um encontro de tanta qualidade quanto esse”, concluiu o presidente do conselho de administração da Duratex, Salo Seibel.

Fonte: Blog de Jamildo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *