SUSPENSÃO DAS AULAS DO ENSINO BÁSICO SERÁ MANTIDA DIZ GOVERNADOR

O retorno do ensino básico em Pernambuco foi tema de um protesto organizado por representantes de escolas particulares do Estado na manhã desta quinta-feira (03). Em anúncio oficial, o governador Paulo Câmara se manifestou sobre a situação.  Ele afirmou que a suspensão de aulas presenciais no ensino básico será mantida.  

“As escolas são espaços fundamentais para a sociedade. Garantem conteúdos, socialização, a rotina de trabalho para muitos pais, empregos, até mesmo refeições para milhares de estudantes, no caso das unidades públicas. Mas reabri-las significa colocar de volta em circulação e em convivência direta mais de dois milhões de estudantes no Estado, e o impacto dessa medida ainda não tem, no mundo, parâmetros científicos e precisos de controle”, afirmou Paulo Câmara.

  Embora admita que todos desejam o retorno a uma vida normal, o Governador reafirmou que hoje isso ainda não é possível. “Não é uma decisão simples, que poderia olhar apenas para a questão econômica, por exemplo”, frisou. Mesmo com a diminuição dos números da Covid-19 no Estado, a retomada das aulas antecipada pode colocar em risco os avanços já obtidos no Plano de Convivência com a Covid-19 em Pernambuco, ressaltou Câmara. 
   Outra questão que deve ser levada em consideração, além do possível aumento do números de casos da Covid-19, é o crescimento de casos da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (Sim-P), lembrou o Governador.  “A doença é associada à Covid-19 e acomete crianças e adolescente posteriormente, como uma pós-exposição à Covid-19. Atualmente, Pernambuco tem 10 casos confirmados da rara doença”, pontuou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *