GOVERNO IGNORA RECOMENDAÇÃO PARA NOVO LOKDOWN EM PERNAMBUCO

O Conselho Estadual de Saúde recomendou que Pernambuco adote medidas mais restritivas para conter a pandemia de Covid-19, no momento em que o Estado atinge recordes de casos confirmados e de pacientes internados na rede pública. O órgão colegiado é presidido pelo secretário estadual de saúde, André Longo, anunciou que não vai adotar a recomendação.

Entre as recomendações, propostas elo Conselho estão, a suspensão de aulas presenciais em todo o sistema de ensino público e privado, adesão a uma quarentena de 21 dias e construção emergencial de estratégias de restrição rigorosa, em áreas com maior concentração de casos e mortes por Covid-19.

 A recomendação, segundo o portal G-1, foi divulgada na última quinta-feira, mesmo dia em que o Governo anunciou que, em vez de adotar medidas mais restritivas no enfrentamento da pandemia, pretende manter as restrições atuais até o dia 23 de maio. O Conselho Estadual de Saúde é um órgão colegiado formado por 32 entidades de três setores: trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), gestores e prestadores do sistema e, ainda, por usuários da rede pública de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *