JUNIOR MATUTO DEIXA BAIRRO DE PAULISTA ENTREGUE AO CAOS

Moradores de Paulista, município da Região Metropolitana reclamam de descaso  do prefeito Junior Matuto com a administração da cidade.  Denúncias que chegam ao blog apontam que a cidade está entregue ao caos. Neste período de chuvas, ruas estão completamente alagadas. Em algumas a água invadiu  casas deixando os moradores apreensivos. 

  No Bairro do Nobre, a Rua Demócrito de Sousa, também conhecida por Rua da Lama, localizada por trás do North Way Shopping, todas as vezes que chove, a via se  transforma em verdadeiro rio. População  reclama que a municipalidade abandonou o bairro, que está encoberto também de lixo e mato. Canaletas entupidas e construções irregulares dão o tom do descaso da administração  Junior Matuto. 

  Sem ter a quem recorrer moradores estão entregues a própria sorte. Além da pandemia do novo coronavírus, que  isolou a população da cidade –  a exemplo do que ocorre em todo Brasil dentro de casa – agora surge  o pavor também da dengue e as formas mais agressivas da doença. Com a água suja invadindo  nossas casas como  evitar o contágio  da Covid-19?  Desabafa moradora. 

  Não bastasse isso, nesta sexta-feira (22), o prefeito Junior Matuto assinou o Decreto  051/20, reduzindo  salários  dos servidores que trabalham em  condição de cargos comissionados na Administração Direta e Indireta, do município e também passou a tesoura nas gratificações transitórias. Deixou de fora do corte, apenas os funcionários  que trabalham na área da Saúde e da Segurança.  Justifica é de queda de receita em decorrência da pandemia.

 Prefeito lembrou que apesar da contenção de despejas, serviços essenciais importantes como: limpeza urbana e a Operação Inverno – que  faz serviços de capinação, desobstrução de canais etc. – estavam mantidas. “Nestas duas áreas a administração municipal investe mensalmente quase R$ 4 milhões”, disse.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *