CONVENÇÃO DO NOVO OFICIALIZA CANDIDATURA DO PROCURADOR CHARBEL A PREFEITURA DO RECIFE.

O partido Novo oficializou a chapa majoritária à Prefeitura do Recife e 13 candidatos a vereadores, durante convenção virtual realizada nesta segunda-feira (31).
Evento, que contou com a presença do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e do presidente Nacional da sigla, Eduardo Ribeiro confirmou os nomes do Procurador Charbel e André Teixeira, como candidatos a prefeito e vice, respecticamente, nas eleições deste ano.
“Recife precisa sair das garras da esquerda, são muitos anos na mesmice. Somos a capital nacional do desemprego. Vivemos hoje uma escuridão do socialismo, do esquerdismo implantado na cidade, que faz com que Recife atenda interesses obscuros. Precisamos de novas ideias para eliminar os problemas. Uma carga tributária mais leve para o cidadão, menos burocracia e mais empregos, melhora no serviço público, vamos buscar mais participação da iniciativa privada, teremos mais segurança. Vamos acabar com essa defasagem do nosso saneamento básico. Precisamos ter boa relação com o Governo Federal, isso é básico para crescermos”, resumiu Charbel.

O partido se negou a fazer coligações, por ser contra o uso do Fundo Eleitoral de R$ 2 bilhões para financiamento de campanhas. A sigla ainda devolveu para a União os R$ 36,5 milhões aos quais teria direito.

“O Novo não usa recursos públicos. Temos uma bússola e nos guiamos por ela. Estamos na direção correta. Aqui em Minas, estávamos indo para o abismo. Agora o Estado é um exemplo e espero que aí no Recife possa seguir a mesma rota. Na pandemia, somos o Estado com a menor taxa de óbito com a pandemia no Brasil. Colocamos o serviço público para estar a serviço do cidadão, e não para prestar serviço aos poderosos, como no passado. O trabalho sério na gestão pública é capaz de melhorar a educação, saúde, entre outros. Esse é o nosso objetivo. Todos os candidatos têm uma grande chance de ser eleito, pois somos um partido diferente. Dependemos dos nossos filiados para caminhar, e não de recursos públicos. Vamos mudar os destinos do Brasil!”, disse o governador de Minas Gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *