COVID-19: PREFEITO DECRETA MAIS 30 DIAS DE LOCKDOWN NA ILHA DE ITAMARACÁ

Prefeitura de Itamaracá anunciou neste final de semana, medidas mais rígidas para conter o avanço do coronavírus na ilha. Cidade aparece nos dados da  Secretaria de Saúde de Pernambuco, como o único município da Região Metropolitana, que registrou  apenas um óbito  de Covid-19, durante o mês de junho. 


  O decreto anterior que determinava a limitação do acesso aos moradores e trabalhadores locais, em vigor desde o dia 21 de março e prorrogado no dia 28 de maio, encerrou no dia 30 de junho e foi renovado por mais 30 dias. De acordo com a determinação, cujo objetivo é evitar a disseminação do novo coronavírus, a entrada na cidade está restrita apenas a quem comprovar que mora ou trabalha no município.

   De acordo com o decreto, a barreira sanitária continua localizada na Ponte Getúlio Vargas, no posto do BRT, único acesso terrestre à ilha, ou pelos pontos de desembarque fluvial ou marítimo.  A determinação  assinada pelo prefeito Mosar Tato (PSB) é válido para quem circula pé, em veículos terrestres ou aquáticos e determina que só pode ter acesso ao local, pessoas com vínculos empregatícios ou residentes  na ilha. Quem não comprovar a necessidade de entrar na cidade, é orientado a retornar. 

   “Estamos conseguindo normalizar esta curva. Tivemos apenas um óbito no mês de junho e fomos a única cidade com este dado. O decreto vale até o dia 30 de julho, mas, a depender dos números, pode haver flexibilização. A priori, entretanto, a ideia é manter a data e, a partir do final do prazo, abrir gradualmente o acesso à ilha”, afirmou o secretário de comunicação do município, James Paiva. Até este sábado (04) foram registrados 137 confirmações  de Covid-19, na cidade e seis óbitos  Do total de infectados, 98 tiveram cura clínica comprovada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *