LOCKDOWN NA SEGURANÇA PÚBLICA: POLICIAIS CIVIS PARAM ATIVIDADES NO ESTADO, DIZ SINPOL

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco – Sinpol, anunciou, durante coletiva de imprensa, realizada nesta terça-feira (16), um “lockdown” na segurança pública. Os policiais civis vão parar as atividades, nesta quinta-feira (18) das 8h às 12h. A categoria irá suspender os serviços prestados em todo o Estado. De acordo com o presidente do Sinpol, Rafael Cavalcanti, a paralisação acontecerá também nos estados da Bahia, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba e Piauí.

Em Pernambuco, serão suspensos a confecção de Boletim de Ocorrência (BO), a lavratura de flagrante, a lavratura de TCOs, intimações, investigações, cumprimento de mandatos de prisão, dentre outros serviços. A exceção, é os serviços do Instituto Médico Legal – IML. Os policiais civis exigem a vacinação imediata de toda a categoria, que está exposta de forma negligente à Covid-19, EPIs para os policiais, mínimas condições de trabalho e, , protestam também contra a PEC 186.

“Nossa categoria já vinha sofrendo sem estrutura necessária para desempenhar seu trabalho com segurança e, com o advento da Pandemia, a situação ficou ainda mais precária, sem o fornecimento de EPIs. Desde o início da Pandemia, morreram mais policiais em decorrência da Covid-19 do que em confronto com a criminalidade. Foram mais de 80 policiais que perderam a vida nos últimos 12 meses”, disse Rafael Cavalcanti.

“Chegamos ao nosso limite! Queremos vacina para toda a categoria, condições de trabalho e nosso grito de não à PEC 186”, ressaltou. Líder classista afirmou ainda, que, solicitou através de oficio ao Governo do Estado e à Secretaria de Saúde, em janeiro, a prioridade da vacina para os policiais civis e, até hoje, não obteve nenhuma resposta concreta de quando a categoria será imunizada.

Com informações, Blog do Magno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *