RECEITA FEDERAL INVESTIGA BONNER E MAIS 20 FUNCIONÁRIOS DA GLOBO POR SONEGAÇÃO

Em um novo capítulo, da megaoperação da Receita Federal, que investiga supostas irregularidades em contratos de da TV brasileira, agora mira a Globo. A Receita acusa profissionais da emissora de “conluio” para reduzir o pagamento de impostos e sonegar o Fisco, por meio da chamada “pejotização”. Segundo o Jornal Folha de São Paulo, o âncora e editor-chefe do Jornal Nacional, William Bonner, recebeu uma autuação milionária e retroativa.

Além de Bonner, o jornal paulista apurou que, pelo menos, mais 20 outros âncoras, jornalistas, artistas e ex-profissionais da emissora já receberam multas do Fisco. Segundo a Receita Federal, em vez de serem contratados com carteira assinada, esses profissionais optaram por um acordo com a Globo, por meio de suas empresas pessoais. Em tese, isso lhes dá a liberdade de terem outras atividades.

A manobra, de acordo com a investigação, é feita na verdade para reduzir as alíquotas e sonegar impostos. Em vez de pagarem 27,5% sobre os rendimentos na Globo, esses profissionais pagam 15% sobre o total mais 10% sobre o que exceder R$ 20 mil mensais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *