ALEPE É HOMENAGEADA POR ATUAÇÃO DE DESTAQUE NO PERÍODO DE PANDEMIA

Presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Eriberto Medeiros (PP), foi um dos homenageados com a Medalha Comemorativa do Dia do Ministério Público de Pernambuco – Patrono Roberto Lyra. Em solenidade marcada por discursos de destaque à união das instituições públicas em ações de combate à pandemia do coronavírus em Pernambuco, o parlamentar ressaltou que “a busca do diálogo e da unidade dos órgãos é fundamental para a garantia de novos avanços para toda a população”.

Eriberto registrou, ainda, a forte contribuição dada pelo Poder Legislativo, mesmo atuando através de reuniões virtuais. “Cumprimos, no formato de reuniões remotas, com todos os trâmites necessários à aprovação dos projetos e das leis que vieram trazem mais rapidez aos órgãos no combate ao novo coronavírus.

Tudo foi feito num tempo recorde e a Assembleia Legislativa tem certeza de que cumpriu um grande papel nesse momento de combate ao Covid-19”. A solenidade de entrega das medalhas foi realizada, nessa segunda-feira (14), no Centro Cultural Rossini Alves Couto, do MPPE, e teve a participação virtual.de alguns homenageados. O evento cumpriu todos os protocolos de cuidados para evitar aglomerações.

A comenda Patrono Roberto Lyra foi instituída este ano, como forma de reconhecimento ao trabalho de personalidades e instituições pelos serviços prestados à sociedade. Também foram agraciados o governador Paulo Câmara; o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Fernando Cerqueira; o presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Dirceu Rodolfo; o corregedor nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis; e o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux. 

RECONHECIMENTO

Patrono da Medalha Comemorativa do Ministério Público de Pernambuco, o pernambucano Roberto Lyra é considerado uma figura lendária do Direito e do Ministério Publico. Foi advogado, promotor de justiça, professor, jurista, e era tido como o “Príncipe dos Promotores”. Nasceu no Recife, em 1902, e faleceu no Rio de Janeiro, em 1982.Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *