ATOR GLOBAL EDUARDO GALVÃO MORRE NO RIO DE JANEIRO VÍTIMA DE COVID-19

Morreu na noite desta segunda-feira (07) aos 58 anos, o ator da Globo, Eduardo Galvão, vítima da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Unimed, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio e não resistiu a complicações causadas pela doença. Seu último papel foi na Novela Bom Sucesso (2019), quando viveu o Dr. Machado.

Galvão estava internado no Hospital Unimed Rio desde o final de novembro devido a complicações da Covid-19. No dia 1º, a única filha do ator, Mariana Galvão, disse à Revista Quem, que o quadro do pai era estável, após sua admissão na UTI, mas ele veio a óbito quase uma semana depois da declaração feita pela filha.

Em uma carreira de três décadas, Galvão fez novelas, séries, programas de TV, cinema e teatro. A última participação na Globo foi na novela “Bom Sucesso”, de 2019. Era formado pela CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), no Rio, onde desde jovem ficou conhecido pelo jeito divertido.

Galvão estreou na televisão como o Régis de “O Salvador da Pátria” (1989), na Globo. Na emissora, participou de novelas como “Araponga” (1990), “A Viagem (1994), “Porto dos Milagres” (2001), “O Beijo do Vampiro” (2002), “Paraíso Tropical” (2007) e “Insensato Coração” (2011).

Na série “Um menino muito maluquinho”, da TV Brasil, foi o pai do personagem principal. Em 1996, o ator interpretou Arthur o dono da agência Caça Talentos no seriado de mesmo nome. Ele e a Fada Bela, personagem de Angélica, viviam uma paixão platônica.

O diretor Boninho, da Globo, definiu Galvão como “uma doce e divertida pessoa”, além de um ator talentoso e divertido. “Para muitos é só uma gripe, para quem perde parceiros é uma peste grave. Eu sigo com medo e com todos os cuidados. Covid mata sim”, escreveu no Instagram. Outros artistas, como Nicette Bruno e Genival Lacerda, também estão internados com Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *