EMPRESA DINAMARQUESA ANUNCIA INVESTIMENTO EM PARQUES EÓLICOS NO ESTADO

Empresa dinamarquesa European Energy anuncia investimento de R$ 510 milhões para fortalecer e expandir a sua atuação no Nordeste brasileiro. O aporte vai permitir em fevereiro deste ano, a construção dos primeiros parques eólicos da empresa, em Pernambuco. As três primeiras unidades serão instaladas nos municípios de Macaparana, na Zona da Mata e Poção, no Agreste.

Do total investido, R$ 358 milhões foram viabilizados pelo Banco do Nordeste (BNB). Os parques Ouro Branco I, Ouro Branco II e Quatro Ventos vão ter, juntos, capacidade para gerar um total de 94,5 MW, volume equivalente ao consumo de 65 mil famílias e devem entrar em operação em outubro de 2022.

Os dois municípios foram escolhidos por conta da alta disponibilidade de recursos naturais, com base em um estudo feito pela AWS Truepower, como conta o Vice-Presidente Executivo da European Energy, Jens-Peter Zink. “O estudo demonstra o potencial do interior do Estado, que no futuro pode vir a receber novos investimentos da European Energy ou de outras empresas interessadas em investir em energia renovável” .

“Este investimento reforça nosso compromisso com o Brasil, trazendo a longa experiência da European Energy com projetos eólicos e colaborando com o desenvolvimento destes municípios” ressaltou Jens-Peter. A energia gerada será adicionada e comercializada à rede de distribuição do mercado regulador de Pernambuco, aumentando a disponibilidade de energia limpa e sustentável.

No Estado, o projeto está sendo desenvolvido de forma conjunta com a empresa pernambucana Eólica Tecnologia, que integra o leilão A-6 de 2017. Estamos otimistas com as oportunidades do setor elétrico em 2021 e com as parcerias que estamos desenvolvendo”, disse. Juntos, todos os parques vão somar 21 aerogeradores. O parque Quatro Ventos, vai ter a capacidade de gerar 22,5 MW e os demais, 36 MW cada um.

Toda energia gerada vai contribuir para a redução de mais de 500 mil toneladas de emissões de gases de efeito estufa durante a sua operação e para o desenvolvimento dos municípios.  Para a execução do projeto, a companhia adquiriu os aerogeradores V150, da Vestas, em sua versão mais recente com aumento de capacidade para 4.5 MW cada. São torres com 120 metros de altura e pás que medem 73,7 metros de comprimento.

Os projetos eólicos contam com o apoio do governo da Dinamarca, por meio do Investment Fund for Developing Countries (IFU), um fundo de investimento para países em desenvolvimento que requer atendimento a diversos critérios internacionais de melhores práticas. A empresa dinamarquesa realizou ainda um levantamento dos perfis sociais dos dois municípios que vão receber os parques, para nortear as políticas sociais que serão oferecidas aos moradores. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *