HOSPITAL DO CÂNCER RECEBE DOAÇÃO DE MILHO CULTIVADO POR DETENTOS DE CANHOTINHO

  Safra de milho verde cultivada pelos detentos do Centro de Ressocialização do Agreste – CRA, em Canhotinho, foi doada ao Hospital do Câncer de Pernambuco – HCP, no Bairro de Santo Amaro. Na tarde desta terça (23), o secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues entregou à gerente de Captação de Recursos do Hospital, Juliane Carvalho,  1.250 espigas, que vão  proporcionar  a produção de comidas  juninas para os pacientes da unidade. 

  De acordo com Juliane, as doações irão para o setor de Nutrição do HCP, que, diariamente, produz cerca de duas mil refeições na instituição. “Ações como estas contribuem com nossa missão de acolher, cuidar e oferecer tratamento humanizado aos nossos pacientes. É uma forma de trazer um pouco da festividade junina para os que fazem o HCP”, destacou. O HCP é referência nacional em oncologia que trata mais de 50% dos pacientes  com  câncer de Pernambuco.

  Como forma de homenagear as pessoas que estão atuando no sistema prisional durante a pandemia do novo coronavírus, o milho também será distribuído entre policiais penais e profissionais de saúde. “Com essa ação, atuamos para o bem do sistema prisional. Os reeducandos trabalham e são beneficiados.  Reconhecemos o valor das nossas equipes nesta época difícil e contribuímos com o Hospital do Câncer, que desenvolve um trabalho de grande relevância no Estado”, afirmou Cícero Rodrigues.

  Setenta reeducandos do CRA colheram 48 mil espigas de milho. Os trabalhadores têm direito à remição de um dia, na pena a cada três trabalhados e pagamento correspondente a 75% do salário mínimo, 25% são liberados após a liberdade. Os detentos da unidade que funciona no regime semiaberto, também produzem maracujá, banana, graviola, acerola, macaxeira, manga, vários tipos de verduras, entre outros cultivos. O objetivo é profissionalizá-los em atividades de agropecuária. Todo o trabalho é supervisionado pela Gerência de Produção da Secretaria Executiva de Ressocialização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *