MENDONÇA VAI PRIORIZAR AÇÕES VOLTADAS A “CRIANÇAS E ADULTOS ESPECIAIS”

Ao lado da candidata a vice, Priscila Krause, o candidato a prefeito Mendonça Filho (DEM) anunciou nesta sexta-feira (30), um conjunto de propostas para as pessoas com deficiência – parcela da população que ele garante ser uma das prioridades de sua gestão na Prefeitura do Recife, tanto em mobilidade, quanto em atenção especial.

Propostas para melhorias na educação, saúde e habitação foram destacadas na ocasião. “Vamos preparar o serviço público do Recife para receber e cuidar das pessoas com algum tipo de deficiência, e exigir que todos sejam tratados de forma igual, diante do nosso lema ‘Nada sobre nós sem nós’, ou seja, ouvindo os deficientes para que suas demandas, planos e protocolos específicos sejam atendidos”, disse.  

Na área de mobilidade urbana para os deficientes, Mendonça afirma que sua gestão estará apta a oferecer um plano de acessibilidade que tornará as calçadas em modais de deslocamento, O “Cartão Respeito”, outra iniciativa apresentada, será um sistema que oferece maior segurança a pessoas com mobilidade reduzida e valerá de uma interação com semáforos inteligentes para aumentar o tempo destinado à travessia, como nas proximidades de hospitais e escolas).

Também serão investidas rampas permanentes na praia ao longo de toda a extensão da orla, bem como modernização da acessibilidade física e comunicacional dos equipamentos públicos da Prefeitura do Recife. 
Na área de saúde, o postulante demonstra que pretende capacitar os oito Distritos Sanitários do Recife para o atendimento à população com deficiência e ampliará a oferta nas áreas de fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional na rede municipal.

Elevar iniciativas em assistência social, com a criação de um Centro de Referência para pessoas com Deficiência Intelectual (DI) e pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e a criação de programas intersetoriais visando uma política de atenção às mães cuidadoras de crianças com deficiência – também farão parte de soluções trabalhadas pela gestão Mendonça na PCR.

Com foco em habitação e educação, o prefeiturável disse que pessoas com deficiência terão prioridade nas políticas habitacionais da prefeitura e, que pelo menos 5% do que for construído será destinado a esse fim. Na área educacional, a rede municipal de ensino estará pronta para receber crianças com necessidades, garantindo, inclusive, se for o caso, assistência individualizada, através de agentes de apoio.

De acordo com Mendonça Filho, atualmente o Recife possui apenas 311 agentes efetivos para quase quatro mil alunos com deficiências matriculados. “O importante é que tenhamos como foco o respeito às diferenças. Sempre agi dessa forma em minha vida pública, no executivo, no legislativo e também como ministro da Educação. Não será diferente quando for prefeito do Recife” ressaltou.


Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, em 2010, a cidade do Recife possuía uma população de cerca de 430 mil pessoas com deficiência. Para a melhor inclusão e acessibilidade desse público, o Democrata garantiu que, haverá a participação direta e efetiva dos interessados, trabalhando nos projetos junto à administração municipal. “Abrir o debate faz toda a diferença. Ajuda a difundir e a criar uma identidade inclusiva e com justiça social”, opinou Mendonça. De acordo com ele, as propostas de sua gestão foram fundamentadas na Lei 13.146/2015, a Lei Brasileira de Inclusão.


Mendonça Filho, ainda garantiu, a criação de um serviço municipal de audiodescrição, garantindo compreensão de conteúdos audiovisuais ou imagens estáticas para pessoas com deficiência visual (cegas ou com baixa visão). Ele disse também, que o investimento na capacitação  de servidores da prefeitura para atendimento em libras, sobretudo nos equipamentos de saúde municipal será uma realidade, além de implementar a Central de Libras do Recife, para tornar a comunicação institucional acessível.

Voltando-se para a qualificação profissional facilitada, Mendonça Filho contou que essa precisa ser uma oferta assegurada e fazer a ponte entre as empresas para a contratação desse universo, bem como sua fiscalização.

Foto: Guga Matos /divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *