MINISTÉRIO PÚBLICO PROÍBE REABERTURA DE IGREJAS EM PAULISTA

Um dia após assinatura de decreto autorizando reabertura de igrejas,  em  Paulista, na Região Metropolitana –  o Ministério Público de Pernambuco  – MPPE, através da 4ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania do Município recomendou que fosse revogado o Decreto Municipal  do  prefeito Júnior Matuto, que permitia acesso gradual a templos religiosos, a partir deste domingo, dia 14.

  De acordo com o comunicado da prefeitura, a medida tinha o plano inicial que seria mediado através do número de contágios. Se um aumento no número de pessoas contaminadas fosse notificado, o decreto seria imediatamente revogado. Se não houvesse aumento no número de novos casos, percentual de frequentadores iria aumentar gradativamente.  


 Em nota, a prefeitura  diz que “a recomendação do MPPE, assinada pela promotora de Justiça Mirela Maria Iglesias Laupman , se  embasou no cumprimento às normas sanitárias, em conjunto com medidas de isolamento social, com o objetivo de prevalecer as normas gerais emitidas pelo Estado de Pernambuco”.  A recomendação do MPPE prevê que a gestão municipal tem 24 horas de prazo para acatar o determinado, contados a partir do recebimento do documento. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *