MORRE DE COVID-19 NO RECIFE, O FUNDADOR DA LIVRARIA LIVRO 7, TARCÍSIO PEREIRA

Morreu na noite desta segunda-feira (26), o fundador da Livraria Livro 7, e grande personagem da cultura e do humanismo pernambucano: o livreiro Tarcísio Pereira, 73 anos, eternizado pela Livro 7 e o Bloco Carnavalesco “Nois Sofre, Más Nós Goza”. No ano passado, sua Livraria teria completado 50 anos, se ainda estivesse funcionando.

De acordo com a família, a causa da morte está relacionada a complicações causadas pela Covid-19. O óbito foi confirmado por volta das 22h. O livreiro era conhecido por artistas e políticos como um defensor incomensurável da cultura. Foi na mítica Livro 7 que funcionou na área central do Recife durante três décadas (além das filiais na Paraíba, em Alagoas e no Ceará).

Tarcísio foi criado no bairro da Boa Vista, centro do Recife, e estudou no Ginásio Pernambucano. Ele chegou a cursar Jornalismo e História, mas não concluiu nenhuma das faculdades. Tarcísio fechou a Livro 7, após 30 anos de funcionamento. Atualmente, trabalhava na Companhia Editora de Pernambuco – Cepe – onde era presidente do Conselho Editorial e Superintendente de Marketing . 

LIVRARIA LIVRO 7

Localizada na área central do Recife, a Livro 7 funcionou entre os anos 1970 e 2000. Do pequeno espaço com 20m², a livraria ganhou importância e chegou a ter 1.200m², com um acervo de 60 mil livros. Além de vender livros, o espaço também recebia encontros, seminários e era palco da diversidade artística pernambucana. Entre outros nomes, o espaço recebeu escritores como Ariano Suassuna, Gilberto Freyre e João Cabral de Melo Neto.

Durante cinco anos, o Guinness, o Livro dos Recordes, classificou a Livro 7 como a maior livraria do País. No ambiente, os leitores podiam passear e folhear os títulos. O espaço contava ainda, com lojas de flores, artesanato, discos, além de uma cervejaria e um teatro.  A Livro 7 exibiu Filmes de Super-8, produzidos por, Celso Marconi, Jomard Muniz de Britto e Fernando Spencer.

HOMENAGENS

O governador Paulo Câmara (PSB) enviou nota sobre o falecimento de Tarcísio Pereira. “Pernambuco perdeu hoje o editor Tarcísio Pereira, um potiguar que marcou época e influenciou gerações com a sua icônica Livraria Livro 7, na Boa Vista, Centro do Recife. A Livro 7 abriu as portas em 1970 num espaço de 20 metros quadrados e, graças ao amor de Tarcísio pela literatura, se transformou num complexo cultural registrado pelo Guiness Book como a maior livraria do Brasil. Quero expressar aqui meu pesar aos familiares e amigos de Tarcísio, nesse momento de dor”, disse o Governador. 

Prefeito do Recife também manifestou por meio de nota de pesar, sua homenagem a Tarcísio Pereira e, escreveu: “É com muita tristeza que recebi a notícia do falecimento de Tarcísio Pereira, jornalista e historiador que marcou a sua caminhada no Recife compartilhando o amor que tinha pela leitura. Fundou a Livro 7 em 1970, na Boa Vista, um espaço que virou um dos principais pontos de embarque da nossa cidade para os muitos mundos que a literatura proporciona. Minha solidariedade à sua família, a amigos e a todos aqueles que fizeram de sua livraria um espaço querido e  cheio histórias”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *