PAULO CÂMARA CRIA COMISSÃO DE ÉTICA E ABRE ENCONTRO SOBRE CORRUPÇÃO NA GESTÃO PÚBLICA

 Governador Paulo Câmara abriu, nesta quarta-feira (09) a Semana de Combate à Corrupção, promovida pela Secretaria da Controladoria-Geral do Estado de Pernambuco – SCGE. Evento acontece no período de 9 a 11 de deste mês.

A programação teve início às 15h, no Palácio do Campo das Princesas, com a solenidade de nomeação da Comissão de Ética Pública Estadual – CEP e o lançamento da campanha institucional que visa incentivar a ética e a integridade na Administração de Pernambuco.

O evento foi transmitido pelo canal do Governo de Pernambuco no Youtube e também contou com a participação da vice-governadora do Estado, Luciana Santos, a secretária da Controladoria Geral do Estado, Érika Lacet e demais integrantes da comissão.

“As sete pessoas que estão compondo essa comissão têm contribuído na melhoria dos serviços e, têm notório saber em relação às áreas de atuação. Eles vão ajudar a aprimorar a ética, os controles, a transparência e a busca de condições do controle social necessário nas administrações públicas. Queremos cada vez mais um Estado que garanta a todos os pernambucanos serviços de qualidade”, destacou Paulo Câmara.

A secretária Érika Lacet, por sua vez, destacou que a Comissão vai dar continuidade a um trabalho que vem sendo desenvolvido na atual gestão. “Iniciamos o trabalho em 2016, quando foi editado o Decreto Nº 43.984, de governança para as empresas públicas e sociedade de economia mista. Tivemos o cuidado em compor a comissão, buscando nomes atuantes na área de gestão pública e integridade, da academia, sociedade civil e setor público, para que venham agregar o trabalho de combate à corrupção e a prevenção, que é a parte mais importante em todo esse contexto”.

Integram a Comissão: presidente da Comissão de Estudos Permanentes sobre Compliance da OAB/PE, Clarissa Carvalho; procurador aposentado do Município do Recife, Lêucio Lemos; procurador do Banco Central, Edil Batista Júnior; deputado estadual, Clodoaldo Magalhães; procurador do Estado, César Caúla; professora da UPE, Rebeca Oliveira e o procurador-geral do Município do Recife, Rafael Figueiredo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *