SUCESSO: GOVERNO FEDERAL ARRECADA R$ 3,3 BILHÕES NO LEILÃO DE AEROPORTOS

Em leilão realizado nesta quarta-feira (07), na B3 – Bolsa de Valores de São Paulo, foram concedidos à iniciativa privada, 22 aeroportos em 12 estados, que renderam ao Governo Federal R$ 3,3 bilhões em outorgas. A concorrência foi realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil – Anac, em três blocos: Norte, Sul e Central. O consórcio Companhia de Participações em Concessões, subsidiaria do grupo CCR foi a maior compradora e arrematou os blocos Sul e Central.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, o valor médio inicialmente negociado era de R$ 186,2 milhões e o arremate dos três blocos de aeroportos superou em 3.822% a oferta inicial. Os mais de R$ 3 bilhões de lucro referem-se ao primeiro pagamento que garante a concessão e, a partir do quinto ano de contrato, a empresa deverá pagar valores de outorga ao governo.

A Companhia de Participações em Concessões – parte do grupo CCR, arrematou o bloco Sul, por R$ 2,1 bilhões, e o lote Central, por R$ 754 milhões. Os lances representam, respectivamente, ágio de 1.534% e 9.156% em relação aos lances mínimos. A Vinci Airports ficou com o bloco Norte, pagando R$ 420 milhões, um ágio de 777% sobre o preço mínimo estipulado.

O Ministério da Infraestrutura espera que os terminais, por onde circulam cerca de 24 milhões de passageiros por ano, recebam aproximadamente R$ 6,1 bilhões em investimentos. Deve ser investido, segundo o Ministério, R$ 2,85 bilhões no bloco Sul, R$ 1,8 bilhão no Central e R$ 1,4 bilhão no Norte. Os contratos de concessão têm validade de 30 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *