VEREADOR CRITICA GESTÃO DA PREFEITURA E GASTOS EXORBITANTES COM PROPAGANDA ENGANOSA

O líder da oposição na Câmara do Recife  vereador Renato Antunes – PSC subiu o tom, contra o que chamou de modus-operandi do PSB: “muita publicidade, falta de gestão e tentativa de desmoralizar quem pensa diferente”, disse.

 Na visão do parlamentar, a legenda que comanda a capital pernambucana  vende a ideia de que a cidade está a mil maravilhas, inclusive utilizando de imagens de outros estados e países, para comparar os desastres causados pela pandemia.

 “ O povo sofre pela Covid-19, mas também está sendo prejudicado pela falta de gestão, de cuidado com a coisa pública. Quem questiona o que acontece na prefeitura do Recife é taxado de irresponsável, de mentiroso, de incapaz. Até quando vão utilizar desta tática para querer permanecer no poder? Aqui todo mundo abre a boca para dizer que temos o melhor portal de transparência do Brasil, mas para ter uma informação abalizada é preciso entrar em três sites diferentes. Não há transparência ativa”,  afirmou  Renato.

O vereador ainda rebateu as afirmações de lideranças socialistas, que informaram que não era preciso saber se as empresas contratadas pela prefeitura do Recife tinham carros e funcionários suficientes. “Ninguém está preocupado do patrimônio das empresas que a prefeitura contrata, isso é verdade. Mas a lei assegura que uma empresa para gerir este tipo de contrato tem que ter capacidade  econômica financeira. Não está se comprando besteiras, são milhões de reais e são do povo recifense. É preciso responsabilidade é direito público”, disparou Renato.

Renato ainda questionou onde vai parar os gastos com publicidade da cidade do Recife. O vereador apontou que o decreto 33694/ 2020  que aumenta a rubrica de propaganda, retira verbas de outras secretarias para municiar suas campanhas em veículos de comunicação.

“Se não bastasse a crise que estamos vivenciando, Recife já gastou R$ 34 milhões de publicidade, em 2020. Estão fazendo propaganda para comparar Recife com Manaus, com Fortaleza e até a Itália. É muita crueldade! É um tom desumano e desrespeito com esses locais. É aquela ideia do falso bairrismo, que somos a melhor cidade; numa tentativa de ofuscar os erros praticados aqui. Estar na hora de parar com esta narrativa, e começar a fazer jus aos discursos de querer salvar vidas”, finalizou o Vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *