WANDERSON PEDE RETONO DO ORÇAMENTO DE R$ 3 MILHÕES PARA A REDE DE APOIO A DEFICIENTES

Foto: divulgação

Deputado estadual Wanderson Florêncio (PSC), que coordena a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e com Doenças Raras, da Assembleia Legislativa de Pernambuco, protocolou, no Palácio do Campo das Princesas, ofício solicitando a retomada de R$ 3 milhões do orçamento da Rede de Atenção e Apoio à Pessoa com Deficiência da Secretaria de Defesa Social, Criança e Juventude.

A ação é uma iniciativa conjunta com a OAB/PE. Os recursos foram transferidos para a Secretaria de Ressocialização através do Decreto nº 50.174 em fevereiro deste ano. Segundo o último censo do IBGE, o Estado possui aproximadamente 2,43 milhões de pessoas com deficiência, correspondente a 27,58% da população. Para Wanderson Florêncio é um percentual alto, que deveria receber uma maior atenção do governo através de mais orçamento e mais políticas públicas.

“Vivemos um momento delicado, em que muitas pessoas com deficiência estão sem sequer sair de casa desde o início da pandemia. Era para o Poder Público estar aumentando o investimento para esse público e não retirando do que já não é suficiente. Queremos que o Executivo volte atrás  da transferência para a manutenção de presídios e fortaleça a política estadual de inclusão”, afirmou o parlamentar.

Vice-Presidente da Comissão de Defesa Direitos dos Direitos dos Autistas do Conselho Federal da OAB Nacional e Membro da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB/PE, o advogado Robson Menezes, através de um abaixo-assinado, conseguiu – em menos de uma semana – o apoio de 1.320 pessoas preocupadas com a consequência de tal medida e reivindicando o retorno dos valores.

“Ficamos muito preocupados com essa notícia, recebemos inúmeras reclamações e apelos do segmento e resolvemos agir. O abaixo assinado mostrou a indignação popular e com o documento em mãos procuramos o presidente da OAB Bruno Baptista e o deputado Wanderson Florêncio, coordenador da Frente Parlamentar, que subscreveram a reivindicação. Estamos no aguardo da providência do estado”, comentou Robson Menezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *