MARÍLIA COMEMORA REVOGAÇÃO DE DECRETO SOBRE PRIVATIZAÇÃO DO SUS

Nesta quarta-feira, logo após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), revogar o decreto 10.530, sobre privatização de postos de saúde do SUS, a candidata à prefeita do Recife Marília Arraes (PT) comemorou em suas redes sociais, o fato. No entanto, ela alertou a população para o que considerou um recuo forçado. ” Não nos enganemos com esse tipo de recuo forçado”, disse.  


Assinado pelo presidente da República e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes e publicado na última terça-feira, o decreto tinha como objetivo, permitir à iniciativa privada a manutenção e construção de Unidades Básicas de Saúde (UBS), tidas como porta de entrada do SUS. A ação, vista como prelúdio para a privatização da saúde pública, foi criticada por parlamentares, ex-ministros e especialistas gerando revolta inclusive, nas redes sociais. Nesta quarta-feira (28), o Presidente revogou o decreto.

Perante a situação e em tom de alerta à população, Marília Arraes afirmou que a atitude do Presidente confirmava sua tese sobre “esse ser , um governo que não sabe o que faz e nem pra onde ir” afirmou. “Essa desistência é uma vitória da sociedade brasileira. Vamos continuar combatendo essa agenda anti-povo de Bolsonaro”.


Em destaque “ao papel ” que vem desempenhando durante o período de campanha, iniciado no dia 27 de setembro, a petista disse que sua candidatura combaterá os retrocessos e, criticou o silêncio dos candidatos adversários, diante do decreto de privatização. Ela também afirmou que a cidade do Recife necessita de uma gestão que se impõe. “E, no Recife, é a minha candidatura que tem feito isso, com coragem, sem calar, porque eu tenho lado e uso a minha voz em favor dos direitos da população, enquanto outros preferem um silêncio conivente”.

Fotos: Ricardo Labastier

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *